segunda-feira, 28 de fevereiro de 2011

Oscar 2011: A Cerimônia e os Vencedores


Nesse domingo, dia 27 de fevereiro aconteceu em Hollywood o Oscar 2011, maior prêmio do cinema. O grande vencedor da noite foi O Discurso do Rei com os prêmios de Melhor Filme, Diretor, Ator e Roteiro Original.

2010 foi um ótimo ano para o cinema, e felizmente os 10 indicados a melhor filme tinham suas qualidades, tornando a disputa muito interessante. Com tantos bons filmes no mesmo ano a premiação foi bastante dividida, com 4 Oscar para o Discurso do rei e A Origem, 3 para A rede Social, e 2 para Toy Story 3, O Vencedor e Alice no país das maravilhas. O Discurso do Rei acabou sendo o grande vencedor da noite devido à importância das categorias em que venceu.

Nos últimos anos a academia vem tentando trazer algumas inovações na cerimônia de entrega do Oscar visando aumentar a audiência da premiação. Uma das novidades para esse ano foi à escolha de um casal jovem para a apresentação. E nesse caso infelizmente a academia cometeu um erro. Anne Hathaway até foi razoável, cantando e dançando. Pelo menoos a coitada tentou. Não foi brilhante, mas também não comprometeu. Por outro lado James Franco esteve muito mal, com piadas sem graça e demonstrando estar pouco a vontade naquela posição. Em nenhum momento demonstrou qualquer esforço para melhorar seu desempenho. Para que os espectadores fiquem quase 4 horas assistindo a premiação é importante a apresentação, e principalmente o humor que o apresentador deve trazer para a cerimônia. Nessa questão o Oscar ficou muito a desejar nesse ano.

Por outro lado a academia teve uma idéia interessante, trazendo um grupo de crianças para cantar uma das canções mais famosas da história do cinema, Somewhwere over the rainbow, eternizada em O Mágico de Oz, homenageando todos os vencedores da noite. Parece algo ultrapassado, mas acabou sendo um belo encerramento.

Outros destaques do Oscar 2011 foram às referências a grandes vencedores do passado, como E o vento Levou e O Senhor dos anéis: O Retorno do Rei, assim como a presença do Excepcional Kirk Douglas. Entre os apresentadores de prêmios o maior destaque foi Robert Downey Jr. Que demonstrou o bom humor que faltou a James Franco. Alias Downey Jr. também já havia aparecido muito bem no Globo de Ouro, sempre fazendo piadas de si mesmo. Assim, Robert Downey Jr. é forte candidato a se tornar apresentador do Oscar nos próximos anos.

No conjunto a da obra, a cerimônia foi bastante sem graça, talvez umas das piores dos últimos tempos.

Vamos aos vencedores. Nesse ano o Oscar não teve surpresas. Quem venceu os prêmios de sindicatos venceu o Oscar. O que comprova que as prévias do Oscar são as premiações de sindicatos, e não as premiações de críticos, como o Globo de Ouro, que vinham premiando A Rede Social. Foi um ano como ótimos filmes, e nesse ponto podemos dizer que os prêmios ficaram em boas mãos, apesar de que, como mostrarei a seguir, em diversas categorias não venceram aqueles que em minha opinião eram de fato os melhores. Confira os vencedores:


Filme: O Discurso do Rei. É um bom filme, que nos mostra uma parte da história que até então não conhecíamos. Tem atuações brilhantes, mas para mim A Origem, Cisne Negro e Toy Story 3 são melhores.

Diretor: Tom Hooper por O Discurso do Rei. Esse considero injusto. Analisando esse ano o maior merecedor desse prêmio seria Darren Aronofsky por Cisne Negro, e pensando nas carreiras o prêmio ficaria com David Fincher de A rede Social, então não faz sentido a premiação do Tom Hooper.

Ator: Colin Firth por O Discurso do Rei. Merecidíssimo, tanto pela primorosa atuação nesse filme quanto por sua excelente carreira. Colin Firth merece.

Atriz: Natalie Portman por Cisne Negro. Outra que certamente mereceu. Já haviam roubado um Oscar dela por Closer, e desta vez não teve jeito. A Atuação perfeita da Natalie Certamente mereceu vencer.

Ator Coadjuvante: Christian Bale por O Vencedor. Eu particularmente não gosto do Christian Bale, mas devo confessar que ele esteve muito bem em O Vencedor. Alias, ele é o que de melhor tem esse filme. Ainda assim, acredito que Geoffrey Rush era o merecedor nessa categoria. A atuação dele em o Discurso do rei é tão boa quanto à do Colin Firth

Atriz Coadjuvante: Melissa Leo por O Vencedor. Até acho que ela teve uma boa atuação nesse filme, mas por mim nem teria ficado entre as cinco indicadas. Acredito que Helena Bonham Carter e Hailee Steinfeld mereciam mais este prêmio, assim como Mila Kunis, que não foi indicada.

Roteiro Original: O Discurso do Rei. A Origem era o maior merecedor desse prêmio. O Discurso do Rei era o segundo melhor.

Roteiro Adaptado: A Rede Social. Prêmio justo. O roteiro é o que A Rede social tem de melhor, diálogos impressionantes.

Fotografia: A Origem. Embora eu tenha adorado A Origem, pra mim foi surpresa a vitória nessa categoria. Cisne Negro e Bravura Indômita eram os merecedores.

Montagem: A Rede Social. Nessa categoria poderiam vencer tanto A rede Social quanto A Origem, então o prêmio foi justo.

Direção de Arte: Alice no País das Maravilhas. Outro prêmio muito merecido. Alias, quase todos os filmes do Tim Burton são merecedores do Oscar de direção de Arte.

Figurino: Alice no País das Maravilhas. Três filmes poderiam vencer essa categoria. Alice no país da maravilhas, O Discurso do Rei e Cisne Negro (que não foi indicado). Curiosamente os três venceram o prêmio do sindicato. Então podemos considerar como mais um prêmio justo.

Trilha Sonora: A Rede Social. Ta ai uma que eu não entendi. Assistindo A Rede social a trilha sonora não me chamou muito a atenção. A Origem e O Discurso do Rei eram os merecedores nessa categoria.

Canção Original: We Belong Together, de Toy Story 3. Pra mim era de longe a melhor das quatro indicadas. Muito merecido.

Maquiagem: O Lobisomem. O Problema nessa categoria não foi o vencedor, foram os indicados. Alice no País das Maravilhas e Cisne Negro eram muito melhores do que qualquer um dos 3 indicados, ou seja, a premiação seria injusta qualquer que fosse o filme vencedor.

Mixagem de Som: A Origem. Merecido para A Origem.

Edição de Som: A Origem. Também merecido (alias, mixagem de som e edição de som deveriam ser uma categoria só)

Efeitos Visuais: A Origem. Apesar de Alice no país das maravilhas ser um forte concorrente, A Origem é um dos filmes com melhores efeitos visuais da história do cinema, ou seja, muito merecido o prêmio.

Animação: Toy Story 3. Um dos prêmios mais merecidos ma história. Como falei no começo, Toy Story 3 poderia inclusive ter vencido como melhor filme.

Curta-metragem de Animação : The Lost Thing. Não assisti The Lost Thing, mas gostei muito dos dois indicados que eu vi dessa categoria, Dia e Noite e the Gruffalo. Recomendo ambos.

Filme Estrangeiro: Em um Mundo Melhor. Eu torci por Biutiful por ser um admirador do trabalho de Alejandro González Iñarritu, porem não assisti os indicados.

Documentário: Trabalho Interno. Mais uma vez não deu para o Brasil no Oscar. Era grande a expectativa da vitória de Lixo Extraordinário.

Documentário Curta-metragem: Strangers No More. Desconheço os indicados

Curta-metragem : God of Love. Nessa categoria vou ficar coma frase do Rubens Ewald Filho ao comentar o Oscar pela TNT. “Deram o prêmio para o americano”.

4 comentários:

ANTONIO NAHUD JÚNIOR disse...

Leonardo, foi uma cerimônia fraquinha, né? Apresentadores sem graça, o canto chato de Dion exaltando os que partiram, a patética participação das criancinhas no momento final...Até um Kirk Douglas velho, muito velho, não querendo largar o palco de jeito nenhum, foi constrangedor... Mas os prêmios foram justos. Era mais ou menos isso mesmo... Assisti na TNT (por incrível que pareça, sem o Rubens Ewald Filho - o que aconteceu?), mas dei umas escapadas rápidas na Globo, não aguentando muito tempo a Maria Beltrão e o Wilker.
Abração

Estou com posts recentes. Apareça.

www.ofalcaomaltes.blogspot.com

Guilherme disse...

Achei que a premiação de 2011 foi legal. Houve boa distribuição dos prêmios e acho que o Melhor Filme acabou sendo aquele que melhor traduz o espírito clássico dos grandes vencedores do passado.

Gostei do seu blog e to seguindo. Por favor, visite meus blogs.

http://acervodocinema.blogspot.com
http://memoriadasetimaarte.blogspot.com

S.tephanie M.ello disse...

A Origem é um dos filmes mais surreais que eu já assisti.
Di Caprio mandou bem.

E Natalie Portman em "Cisne Negro"?
PER-FEI-TA.
Prêmio merecido.

ALMEIDA, C. disse...

A Origem é um dos filmes mais impressionantes que já vi. Deveria ter levado mais estatuetas...
PS: não é por acaso que fiz uma miniresenha em um dos meu blogs pessoais:

http://provocacaofilosofica.blogspot.com
http://mundoemnoss.blogspot.com
http://midiaefilosofia.blogspot.com/2010/11/inception-origem.html