sábado, 17 de julho de 2010

10 filmes dos anos 90

Eu já disse isso antes, mas não custa nada lembrar. Essa lista é uma opinião extremamente pessoal. Não tem como objetivo ser um retrato da realidade, mas sim expressar a minha humilde opinião. Certamente você discordará dela, desse modo, fica o espaço para você criar seu próprio Top 10 Anos 90 nos comentários.


1. Trainspotting (primeiro trabalho de Danny Boyle, vencedor do Oscar de Melhor Diretor por Quem Quer Ser um Milionário, é considerado por muitos, inclusive por mim, como seu melhor filme, melhor até do que o Quem Quer(...). Baseado no livro de Irvine Welsh e passado na Escócia, segue os passos de um grupo de jovens que se entregam ao vício da heroína. Com cenas surreais, situações bizarras, diálogos memoráveis, montagem ágil e direção presente, Trainspotting se tornou um ícone de toda uma geração e ajudou a alavancar a carreira de Ewan McGregor para o estrelato)

2. O Piano (todos sabem que o ramo da direção é quase que exclusivamente masculino, mas temos algumas mulheres que fazer ou fizeram bons trabalhos, como por exemplo Leni Riefenstahl, Lina Wertmuller, Chantal Akerman, Agnes Varda, Sofia Coppola e Jane Campion, que dirigiu esse brilhante O Piano sobre uma mulher, Ada, muda por opção, que parte da Escócia à Nova Zelândia por conta de um casamento arranjado. Quatro atuações brilhantes de Holly Hunter como Ada, Anna Paquin como a filha, Sam Neil como o marido e Harvey Keitel como o amante ajudam a reforçar ainda mais a qualidade do filme. Personagens complexos em uma obra essencialmente feminista)


3. Antes do Amanhecer (Julie Delpy e Ethan Hawke estão tão bem nesse filme de Richard Linklater como o casal Celine e Jesse, que eles viriam a repetir o papel em outros dois filmes do mesmo diretor: Antes do Pôr-do-Sol e Waking Life. A verdade é que esse filme se transformou em uma das melhores histórias de amor já contadas no cinema ao retratar o encontro dos dois em Viena e a única noite que eles têm para ficar juntos. O filme acompanha os dois enquanto eles caminham pelas ruas da capital austríaca se conhecendo. Nós, público, somo jogados a um patamar quase que voyeur, vendo os dois revelando suas inseguranças e sonhos, um para o outro)


4. Os Bons Companheiros (embora Martin Scorsese seja um diretor extremamente eclético, ele acabou ficando mais conhecido pelos seus filmes de máfia, e o melhor desses, certamente, é Os Bons Companheiros. Retrata o a vida de Henry Hill e seu envolvimento com a máfia. Um filme que se destaca pela montagem ágil e pelas atuações excelentes, principalmente a de Joe Pesci, que recebeu seu Oscar como coadjuvante por esse filme)



5. Beleza Americana (primeiro filme do diretor Sam Mendes que já lhe rendeu um Oscar de Melhor Diretor, conta a história de um homem em crise de meia-idade que tem que lidar com uma série de conflitos dentro de sua própria casa. Mais do que um filme, Beleza Americana é um manifesto contra a hipocrisia da classe média americana que se esconde sob uma máscara de família modelo. Uma obra-prima com fotografia e trilha sonora magníficas)




6. Jogos, Trapaças e Dois Canos Fumegantes (do outrora promissor Guy Ritchie com o também outrora promissor Jason Statham, Jogos... é um filme de ação be peculiar. De ação entre aspas, pois é bem difícil determinar o gênero desse filme. Ação, comédia, aventura, crime, tudo se mistura nessa obra-prima do ex-marido da Madonna. Quatro amigos enrascados em dívidas de jogo decidem assaltar os vizinhos para roubar o dinheiro adquirido em um assalto. Um filme pontuado por violência e humor negro que receberia uma "continuação" (na verdade apenas um filme que segue o mesmo estilo) dois anos mais tarde com Snatch - Porcos e Diamantes)


7. Os Suspeitos (Bryan Singer é mais conhecido como o autor da maior parte da série X-Men, mas antes de se dedicar aos super-heróis ele dirigiu esse brilhante filme com um dos finais mais surpreendentes da história do cinema. Em uma cena de crime, cinco suspeitos são detidos e na cadeia armam um golpe ainda maior, mas ao decorrer da trama, eles descobrem ser apenas marionetes nas mãos de um dos personagens mais icônicos, poderosos e misteriosos de todos os tempos. A questão é: Quem é Keyser Soze?)



8. Quero Ser John Malkovich (pouquíssimos atores são homenageados em um filme, mas menos atores ainda são homenageados com um filme ainda em vida. Menos ainda com o direito de interpretar ele mesmo no filme. Provavelmente apenas John Malkovich já realizou essa proeza. Mas é claro que num filme dirigido pelo insano Spike Jonze e escrito pelo também insano Charlie Kaufman, essa homenagem não poderia ser algo normal. O filme é, basicamente, um cara estranho que acha um portal mágico no andar 7 e meio do prédio em que trabalha e que o leva diretamente à mente de John Malkovich por 15 minutos. Brilhante em ser esquisito)


9. Fargo (alguns diretores conseguem, mesmo abordando diversos temas, manter uma característica própria em seus filmes. Certamente os irmãos Coen podem ser colocados entre esses diretores. Com um estilo bem peculiar de se fazer cinema, combinando suspenses de alto nível com boas doses de humor negro, seus filmes são dotados de uma aura própria que os torna muito difícil de classificar em um gênero específico. Nesse Fargo, considerado por alguns como sua obra-prima, é narrada a história de um revendedor de carros que contrata dois sujeitos para forjar o sequestro de sua esposa, visando o resgate que seu sogro pagaria, mas uma sequência de erros acaba deixando tudo fora de controle. "Baseado em fatos reais", Fargo é um filme brilhante que, merecidamente, rendeu o primeiro Oscar aos irmãos)

10. O Profissional (a França sempre foi um celeiro de artistas desde os tempos da renascença. Lá nasceu o cinema com os irmãos Lumière e com Georges Meliès e lá também o cinema deu seu maior passo com os críticos da Cahiers du Cinema, em meados da década de 60. Mas, o maior nome da cultura na frança no final do século XX é, provavelmente, Luc Besson, que nos presenteia com esse filme maravilhoso sobre um matador profissional que passa a cuidar da jovem vizinha. Um exemplo de como pode existir um filme de ação de qualidade dado ao misturar cenas de extrema tensão, mas nunca infundadas; a cada tiroteio, a cada perseguição, conhecemos um pouco mais dos personagens extremamente profundos. Com uma jovem Natalie Portman que já esbanja talento desde cedo e o impagável Jean Reno, que conquista o público com seu ar sarcástico e inconfundível. Um exemplo de como se fazer um filme de ação)

9 comentários:

Iara Maurício disse...

Sem dúvida todos os filmes citados são excelentes, mas no meu TOP 10 não faltariam "Los Angeles: Cidade Proibida", "Pulp Fiction" e "O Sexto Sentido".

Jorge disse...

Acredite, o único motivo de "Los Angeles: Cidade Proibida" não estar presente é que, infelizmente, não posso colocar 11 filmes em um Top 10

Gabriel Lima disse...

Destes, não assisti "Os Suspeitos" e "O Piano", mas Trainspotting como primeiro já basta.

Gian Le Fou disse...

Todos ótimos filmes, algumas obra-primas, como Beleza Americana (fico com ele da lista).

Parabéns pelo blog!

Abraços

abraxas disse...

Cara, nunca uma lista me deixou tão feliz. da lista eu só não assisti os dois últimos. e do restante talvez não concorde muito com o 8º.

e da ordem de prefência, eu só mudaria jogos, trapaças... pra ficar em 4º lugar, de resto a ordem dos filmes está igual ao que eu penso.

aliás, trainspotting é um filme que todos os professores de ensino médio deveriam passar para os alunos assistir. tenho uma filha e quando ela competar 13 anos a farei assistir muitas vezes. é um filme com cenas marcantes.


agora só um adendo. quanto ao filme 8, você disse que provavelmente john foi o único ator a interpretar a si mesmo em filme que o homenageia. tem um outro, que passa na HBO de vez em quando, JCVD, que o jean claude van-damme interpretando a si mesmo onde ele é o personagem principal. não chega nem aos pés do john malkovic, mas enfim...

avolonte disse...

Trainspotting é um ótimo filme!! os anos 90 foram incríveis, mas as pessoas ainda não deram seu valor.
outro filme bacana é Pulp Fiction... esse mudou o pensamento cinematográfico.

Rodrigo Nogueira disse...

Parabéns pela lista, digna de um bom entendedor de cinema. Diante disso acredito que encontrarei ótimas postagens por aqui, já estou seguindo.

Abraço!

Micheli disse...

Assisti todos e TODOS SÃO CHATISSIMOS!!!

Não tem 1 filme nessa lista q se salva!

Matheus 17 anos disse...

Certeza que essa Micheli é fã de Crépusculo e Titanic, pra falar uma merda dessas...