quinta-feira, 24 de outubro de 2013

Artesãos da Fotografia VIII

HAROLD ROSSON (1895 – 1988)



Estadunidense de nascença ele foi um dos mais importantes  fotógrafos da MGM onde permaneceu por mais de duas décadas. Foi um dos que ajudaram  a criar e a manter o “look polido”,  uma das marcas do estúdio. “Se é um filme da MGM, tem que parecer um filme desse estúdio”. Modesto, não dizia que estava criando arte, mas sim superando as dificuldades técnicas e aprimorando seu ofício. Quando do aparecimento do cinema colorido, nos trabalhos que realizou dentro dessa nova técnica, dizia que sua contribuição era apenas “controlar a cor”.  Reconhecido pelos seus pares, foi indicado seis vezes ao Oscar: Jardim de Alá (1936), O Mágico de Oz (1939), O Segredo das Jóias (1950), Fruto Proibido (1940), A Tara Maldita (1956) e Trinta Segundos sobre Tóquio (1944)

Principais Trabalhos:

                                              Marujo Intrépido (Victor Fleming - 1937)

                                             Jardim de Alá ( Richard Boleslawski - 1936


                                              Terra de Paixões ( Victor Fleming - 1932)

                                            O Mágico de Oz (Victor Fleming -1939)

                                             Cidade dos Meninos (Norman Taurog - 1941)

                                             Agora Seremos Felizes (Vincente Minnelli -1944)

                                             Duelo ao Sol (King Vidor - 1946)


                                            Um dia em Nova York (Stanley Donen e Gene Kelly - 1949) 

                                            O Segredo das Jóias (John Huston - 1950)


                                            Sinfonia de Paris (Vincente Minnelli - 1951)


                                            Cantando na Chuva (Stanley Donen e Gene Kelly - 1952)

                                            Nasce uma estrela (George Cukor - 1954)

                                            El Dorado (Howard Hawks - 1967)

                                            Fruto Proibido (Jack Conway - 1940)


                                            A Tara Maldita (Mervyn LeRoy - 1956)

                                            Trinta Segundos sobre Tóquio (Mervyn LeRoy 1944)

Escrito por Conde Fouá Anderaos

2 comentários:

Marcelo Castro Moraes disse...

Com o seu olhar criou grandes obras primas visualmente.

Dr. Soup disse...

Ah! Que coisa linda de se ver!