sábado, 20 de julho de 2013

Músicas Nacionais que citam atores e atrizes do Cinema - Parte I

Com certeza você já se pegou ouvindo alguma música que faça referência a algum ator;  seja ele bom, seja famoso, seja apenas para rimar com o verso da música! E mesmo independentemente da música ser boa, do gosto de cada um, é curioso pensar no papel que o ator assume na letra da canção. Se ele está ali à toa, se ele quer simbolizar algo, enfim. A lista que selecionei não pretende ser um top; como usualmente fazemos. É claro que eu tenho as minhas preferidas, ao passo que simplesmente repudio algumas das músicas que listei. Mas a ideia fundamental é pela curiosidade do assunto, que nunca vi em nenhum blog ou site uma listagem sobre esse diferente tema. A ordem, como disse, não significa que uma está acima da outra em qualidade; a ordem é arbitrária.

Assim, a listagem que preparei, espero tenha ficado claro, é a título de curiosidade e um pouco de reflexão. Eu, por exemplo, - e se isso tiver uma explicação melhor, que eu simplesmente não consegui captar, avisem-me nos comentários, por favor - sempre me perguntei o que quis dizer Djavan, na letra da música “Te Devoro”, ao dizer: “te devoraria tal Caetano à Leonardo DiCaprio.” O que, parece, aos meus olhos, é que ele está declamando seu amor, tentando explicar o que sente. E Talvez estivesse estabelecendo um parâmetro de beleza (já que Leonardo DiCaprio é, admitamos, um sujeito de boa aparência). Djavan, TALVEZ,  como que dissesse, “meu amor por você é tanto, que ele chega, para mostrar que mesmo na pior das hipóteses, eu ainda a amaria”, a comparar as belezas de coisas extremos: “tal Caetano(Veloso) à Leonardo DiCaprio”. Fosse ela como fosse. Não parece, então, que ele usa Caetano Veloso para simbolizar o que seria uma figura muitíssimo feia? Na letra, ele prossegue dizendo que Deus haveria de ter criado, pensando nela, os dinossauros, a Via Láctea, e ele, Deus, fez sua vida, de Djavan, todinha para ela. Por isso, ele a amaria se ela fosse mesmo tão analogamente bela não como um DiCaprio, mas mesmo sendo um Caetano. Mas que ofensa ao amigo Caetano! Mas convenhamos que faz sentido.

De qualquer formar, no outro oposto, não deixa de ser engraçada e criativa a rima de “Andaime” com “Van Damme”, dos Mamonas Assassinos.  

Por outro lado, temos os atores que simplesmente se tornaram uma caricatura, um símbolo que representa uma certa forma de agir, uma personalidade de conduta. E é nesse espirito que Belchior cita James Dean.

Temos ainda, noutro ponto de vista, Caetana Veloso falando de coisas presentas na sua realidade da época, no seu modo de estar e ver o mundo. Fala de Bancas, Coca-colas e mulheres bonitas do mais belo cinema de sua época, Claudia Cardinale, Brigitte Bardot. É mais sobre uma perspectiva de conceber o mundo, o redor, e ir! (por que não?).

E, por fim, umas últimas palavras sobre a referência de Jupiter Mação, em sua “Marchinha Psicotica de Dr. Soup”, que vai muito Além de Woody Allen. As citações, de muitos gênios de tudo quanto é arte; a ideia da transmutações, o trabalho de timbres, texturas, experimentações linguísticas, uma música que tem consciência de si mesma, que vai de bossa nova, rock, psicodelismo, e marchinha de carnaval, numa multiplicidade de conotações culturais e todo um ensopado de genialidade, engravatada num mundo surrealista que faz sentido. Obra-prima.

Após dar algumas opiniões, eis então a lista e suas referências de atores:  

***

A Marchinha psicótica de Dr. Soup – Júpiter Maçã
Referência ao Woody Allen:
Querida, que tal baixar o televisor?
Deitado no divã com Woody Allen
Eu tive um sonho com aquele estranho velho alien
Que era cabeça Bob Dylan, barba Ginsberg, Allen.”




***
Chopis Centis – Mamonas Assassinas
Referência ao Arnold Schwarzenegger e ao Van Damme :
“Quando eu estou no trabalho,
Não vejo a hora de descer dos andaime
Pra pegar um cinema, do Schwarzenegger
"Tombém" o Van Daime.”




***
Medo de avião – Belchior
Referência ao James Dean:
“Foi por medo de avião que eu segurei
Pela primeira vez a tua mão
Um gole de conhaque, aquele toque em teu cetim
Que coisa adolescente, James Dean...”





***
Alegria, Alegria – Caetano Veloso
Referência à Claudia Cardinale e à Brigitte Bardot:
“O sol se reparte em crimes
Espaçonaves, guerrilhas
Em Cardinales bonitas
Eu vou...

Em caras de presidentes
Em grandes beijos de amor
Em dentes, pernas, bandeiras
Bomba e Brigitte Bardot...”



 ***
Eu te devoro - Djavan
Referência à Leonardo DiCaprio:
“Porque te ignoro, te conheço,
quando chove ou quando faz frio,
Noutro plano te devoraria
Tal Caetano a Leonardo DiCaprio.”




***

Nenhum comentário: