domingo, 26 de agosto de 2012

As Maiores Duplas (Parceiros ou Casais) do Cinema.



A busca incessante dos produtores pela química que pudesse existir entre dois interpretes nem sempre ocorreu de maneira pensada. O importante, no entanto, foi o resultado final. Em alguns casos pode-se afirmar que sozinhos era como se faltasse algo na tela. Dedico para relembrarmos 7 das muitas duplas que se dedicavam a comédia.

Abboutt e Costello

Estrelaram vários filmes juntos. Os mais lembrados são aqueles quando contracenaram com vários personagens levados a tela pela Universal (Frankestein, O Homem Invisível, etc). Não importava as situações, os lugares, o enredo. Eram sempre os mesmos atrapalhados em cena.

 

Abbott e Costello encontram Frankenstein (1948)


Fred Astaire e Ginger Rogers

Comediantes?Ok. Alguns estão torcendo o nariz. Mas aqueles filmes água com açúcar em que eles participavam estão muito próximos das comédias. Eles eram como o bolo de cereja, dando certa elegância a filmes que se pensássemos bem, comparando com as produções de hoje, não mais existem. O encanto da inocência esvaiu-se.

nascidos um para o outro


A alegre divorciada (1934)              

Stan Laurel e Oliver Hardy

A maior dupla de comediantes de todos os tempos. A química entre ambos era tão grande que é quase impossível nos lembrarmos de algum filme solo dos artistas. Tentar explicar o que se dava nas telas é difícil. Aquele que conseguiu explicar melhor o sucesso de ambos foi Hardy: “As pessoas se sentiam bem em saber que haviam pessoas mais incapacitadas que elas”. Billy Cristal declarou: “Eles dividiam uma mesma cama em vários filmes e nunca foram taxados de homossexuais”. Os tempos são outros, mas tenha certeza, o humor de ambos ainda funciona. Contracenaram juntos em 99 filmes.

Os filhos do deserto (1933))

Jack Lemmon e Walter Matthau

Devemos a Billy wilder a existência da dupla. Realizaram 10 filmes em parceria. Funcionavam maravilhosamente bem. E fizeram grandes papéis separadamente.
Uma loura por um milhão (1966)

Grande Otelo e Oscarito

Fizeram mais de uma dezena de filmes juntos. A única questão que nos vem a mente é: Fossem realizados nos dias de hoje a presença em tela de Grande Otelo seria maior? Com certeza o preconceito o prejudicou. Mas a maior prova de seu talento e da resistência de sua imagem é que mesmo sendo escada para Oscarito seu nome continua atrelado ao do parceiro naqueles filmes.



Matar ou Correr (1954)

Rock Rudson e Doris Day

Ele sempre vivendo um conquistador inveterado. Ela sempre interpretando uma irrequieta puritana. Juntos realizaram alguns filmes que arrancaram sorrisos e gargalhadas das gerações das décadas de 50 e 60.



Confidências a meia-noite (1960)

Dean Martin e Jerry Lewis

Gostam de Jim Carrey? Observem Lewis em ação e vejam de onde vem a inspiração de parte do timing do canadense. Dean Martin e Jerry Lewis fizeram 16 filmes juntos até que seguissem em carreira solo.



O Palhaço do batalhão (1950)





Escrito por Conde Fouá Anderaos

Nenhum comentário: