segunda-feira, 13 de fevereiro de 2012

Top: As Maiores Injustiças da História do Oscar

o9 – Os épicos “Assim Caminha a Humanidade” e “Os Dez Mandamentos” testemunharam uma aventura cômica bem chinfrim, “A Volta ao Mundo em 80 Dias”, embolsar o prêmio máximo em 1957. Hoje, ninguém nem lembra que filme é esse.


8 – Ang Lee levou a estatueta de direção pelo sensível “O Segredo de Brokeback Mountain”, em 2006. Mas o título de melhor filme foi para “Clash – No Limite”. A academia foi acusada de preconceito, já que Brokeback abordava um romance homossexual.


7 – Essa doeu para os brasileiros. Em 1999, Fernanda Montenegro, que concorria como melhor atriz por “Central do Brasil”, viu subir no palco a insossa Gwyneth Paltrow (“Shakespeare Apaixonado”). A loira ainda derrotou Cate Blanchett e Meryl Streep!


6 – Dois gênio em seus respectivos campos que também tiveram uma longa carreira e nenhum troféu como diretor: o mestre do suspense Alfred Hitchcock e o rei da comédia Charlie Chaplin. Mas levaram prêmios honorários ou pelo conjunto da obra.


5 – Stanley Kubrick dirigiu só 16 filmes. Quatro estão entre os 100 mais importantes da história, segundo o American Film Institute (“Spartacus”, “Laranja Mecânica”, “2001 – Uma Odisséia no Espaço” e ”Dr. Fantástico”). Quantos Oscar ele ganhou na vida? Zero!


4 – “Cidadão Kane”, de 1941, quase unanimidade entre críticos e historiadores, revolucionou a linguagem do cinema. Mas a Academia preferiu o pouco criativo e meloso “Como Era Verde o Meu Vale”.


3 – Em 1980, um dos maiores filmes de guerra de todos os tempos, “Apocalypse Now”, de Francis Ford Coppola, foi derrotado pelo manipulador drama familiar “Kramer vs. Kramer”.


2 – O italiano Roberto Benigni sagrou-se melhor ator em 1999 em cima de Tom Hanks (“O Resgate do Soldado Ryan”), Edward Norton (“A Outra História Americana”) e Ian McKellen (“Deuses e Monstros”). Ma como?!


1 – “Rocky, o Lutador” contava a história de um azarão nos ringues e viveu uma história semelhante na vida real, 1977. Inexplicavelmente, o drama apelativo de Sylvester Stallone roubou a estátua de melhor filme de “Taxi Driver”, a paranoica obra que cimentou a fama e o estilo único do diretor Martin Scorsese.


Fonte: Revista Mundo Estranho.

6 comentários:

Cicero Pereira disse...

Você está de parabéns com o seu excelente Blog sobre os filmes novos , recentes , antológicos..
Somos parceiros de Blog , pois lhe adicionei nos Blogs que sigo..
Muita Qualidade e Exremo Bom Gosto se apresentam em seu Trabalho postado no Blog..
Parabéns ....
cicero filmes e músicas
cícero bom gosto

Gabriel França disse...

O Resgate do soldado ryan realmente foi super injustiçado. Um dos filmes mais perfeitos que já vi, além do oscar de melhor ator para o impecável Hanks, perde tb o oscar de melhor filme para o sem graça Shakespeare Apaixonado.

Deve ser por causa que spelberg já havia ganho por a lista de shinddler poucos anos antes, mas mesmo assim o filme merecia, é simplesmente perfeito!

Por falar em spielberg, gostaria de saber a sua opinião, Léo, sobre o top 10 do diretor que fiz lá no meu blog, se possível.

http://monteolimpoblog.blogspot.com/2012/01/top-10-os-melhores-filmes-de-steven.html

Abraços :)

ANTONIO NAHUD JÚNIOR disse...

Concordo plenamente... O Oscar é o rei das injustiças...Cumprimentos cinéfilos e apareça!

O Falcão Maltês

Marcelo C,M disse...

Ola, adorei o seu blog, tanto que coloquei ele na lista de blogs que eu sigo na minha pagina. Visite o meu, Cinema Cem Anos Luz, abração

Anônimo disse...

Cometários injustos! "O segredo.." de Ang Lee é um lixo, pura propaganda gaysista e não merecia se quer ser indicado. "A volta ao mundo..." contava com David Niven irretocável como nobre inglês, e se não merecia o oscar de melhor filme, não devia tanto aos outros concorrentes, pura conversa de "cinéfilo brasuca intindidu com papo cabeça de bar"...Fernanda Montenegro ganhando um oscar??? fala sério, só mesmo brazuca pra achar essa escrota "grande atriz", uma mediocre, mas vc tem razão, a loirinha não merecia o prêmio, deveria ser da Meryll...

Anônimo disse...

a sério? dizer que o oscar para o roberto benigni por "a vida é bela" é injusto é porque não viu o filme com certeza, é dos melhores filmes de sempre, e sem menosprezar o tom hanks ou o edward norton, o melhor filme do ano foi "a vida é bela" e o melhor actor foi o benigni. Aconselho-o a voltar a ver o filme ou então, se for o caso, a vê-lo pela primeira vez...