domingo, 26 de setembro de 2010

A Obra de Chantal Akerman

Filmes resenhados:

Exploda Minha Cidade (1968)
O Quarto (1972)
Hotel Monterey (1972)
Jeanne Dielman (1975)
Eu, Tu, Ele, Ela (1974/6)
Notícias de Casa (1977)
Os Encontros de Anna (1978)
A Prisioneira (2000)
Amanhã Nós Mudamos (2004)

Outros filmes relevantes em sua filmografia:

Toda uma Noite (1982) - O filme acompanha uma noite na vida de quase 25 pessoas na fria Bruxelas. Quase completamente livre de diálogos.

Os Anos 80 (1983) - Um quase-musical acompanhando as audições para um verdadeiro musical. Durante os mais de 80 minutos acompanhamos uma série de atores interpretando números num estilo típico de audição.

Golden Eighties (1986) - A vida e o cotidiano de três jovens mulheres dos anos 80 é foco dessa obra, onde o desenvolvimento de personagens feito por Chantal amadurece consideravelmente.

Noite e Dia (1991) - Filme extremamente sensual de Chantal sobre um triângulo amoroso envolvendo um motorista de táxi, sua esposa e seu colega.

Um Divã em Nova York (1996) - Um dos filmes mais populares da diretora, conta a história de um psiquiatra americano interpretado por William Hurt que troca de apartamento com uma francesa interpretada por Juliette Binoche. Logo, um se vê inserido na vida do outro, mesmo sem se conhecerem.

Sud (1999) - Documentário sobre as condições sociais da América do Sul pelos olhos da Chantal Akerman.

Do Outro Lado (2002) - Uma visão documental sobre os mexicanos que atravessam ilegalmente a fronteira com os Estados Unidos e o seu destino na busca de uma nova vida.

Là-Bas (2006) - De um apartamento em Tel-Aviv, Chantal observa a vida das pessoas que moram nos prédios vizinhos, numa obra extremamente voyeuristica.

Um comentário:

Anônimo disse...

Encantada com essa mulher!