terça-feira, 7 de setembro de 2010

10 filmes dos anos 40

Essa lista é uma opinião extremamente pessoal. Não tem como objetivo ser um retrato da realidade, mas sim expressar a minha humilde opinião. Certamente você discordará dela, desse modo, fica o espaço para você criar seu próprio Top 10 Anos 90 nos comentários.


1. Fantasia (8 segmentos animados elaborados especialmente para servirem como sobreposição à obras clássicas de grandes gênios da música mundial como Bach, Beethoven, Stravinsky e Tchaikovsky compõem essa mistura hipnótica de luz e som chamada Fantasia. Um dos filmes mais impressionantes já feitos graças aos citados nomes e também ao grande animador Walt Disney. Destaque para o segmento O Aprendiz de Feiticeiro estrelado pelo Mickey)


2. Casablanca (Considerado por muitos o melhor roteiro já escrito, a trama de Casablanca se desenrola em um café da cidade homônima do Marrocos que serve como ponto de parada na rota de fuga da Europa durante a Segunda Guerra Mundial. La, Rick Blaine, o dono do café, encontra Ilsa Lund, uma antiga amante que ele conhecera em Paris alguns anos antes. Destaque para a canção As Time Goes By)


3. Cidadão Kane (O dito "melhor filme de todos os tempos" conta a história do magnata das comunicações Charles Foster Kane, que ergue por conta todo um império, mas não consegue manter uma vida pessoal estável. Um filme inovador em diversos aspectos como a montagem não-linear e as tomadas panorâmicas em cenários construídos. Se não for o melhor, é certamente o filme mais importante de todos os tempos)


4. Relíquia Macabra (Obra inicial do Cinema Noir, Relíquia Macabra (ou O Falcão Maltês, como preferir) é uma trama composta por heróis obscuros, personagens misteriosos, policiais corruptos e, claro, uma femme fatale, todos em busca de uma estátua de um falcão feita de ouro e recheada de jóias preciosas. Primeiro filme do grande diretor John Huston)


5. Uma Aventura na Martinica (Um filme um tanto quanto simples, cuja trama se baseia em um capitão de um pequeno barco que encontra alguns problemas após ajudar um francês a fugir dos nazistas, mas que ganha um ar todo à parte graças às atuações de Humphrey Bogart, Lauren Bacall e o eterno coadjuvante Walter Brennan. Destaque para a famigerada cena em que Bacall ensina Bogart a assobiar)


6. Ladrões de Bicicleta (Marco do chamado Neo-Realismo Italiano, esse filme de Vittorio de Sica conta a história de um homem pobre que empenhora seus bens para comprar uma bicicleta, essencial para o emprego que arrumara. Porém, no primeiro dia de trabalho sua bicicleta é roubada, o que faz com que ele parta junto de seu filho, atrás de sua bicicleta pelos submundos de Roma)


7. O Grande Ditador (Comédia de Chaplin que conta a história de um barbeiro que é confundido com o ditador da Tomânia, Akenoid Heynkel. Uma crítica ácida à Segunda Guerra Mundial feita durante a mesma, com destaque para a cena de Akenoid dançando com o globo terrestre e para o discurso final anti-belicista)


8. Festim Diabólico (Primeira obra-prima de Hitchcock, conta a história de dois amigos que matam um terceiro por se considerarem superiores a ele, intectualmente falando. Para provar sua superioridade, eles escondem o corpo em um baú que servirá como mesa em uma festa que eles darão e seguida. Destaque para a montagem que simula uma ausência de cortes)


9. O Terceiro Homem (Um filme inovador na forma com que constrói e desconstrói a figura de Harry Lime e que conta a história de um escritor que chega em Viena e descobre que seu amigo, Harry, foi morto. Ao investigar as circunstâncias da morte, começa a descobrir uma série de incoerência nos discursos de seus amigos. Uma das obras-primas do Cinema Noir)


10. Gilda (A deslumbrante estrela Rita Hayworth estrela esse Gilda, que a tornou uma sexy symbol e que conta a história de uma amizade que será rompida com a chegada dessa femme fatale. Destaque para a cena em que Rita/Gilda canta Put the Blame on Mame ao mesmo tempo em que faz um inusitado strip)

Um comentário:

pseudo-autor disse...

Cara, sua lista é maravilhosa. Não mudaria um filme sequer dela! Chaplin, Orson Welles, Curtiz... se mudar algo é até um crime.

Cultura na web:
http://culturaexmachina.blogspot.com