quinta-feira, 16 de setembro de 2010

10 filmes dos anos 30

Essa lista é uma opinião extremamente pessoal. Não tem como objetivo ser um retrato da realidade, mas sim expressar a minha humilde opinião. Certamente você discordará dela, desse modo, fica o espaço para você criar seu próprio Top 10 Anos 30 nos comentários.


1. Grande Hotel (Único filme da história a receber o Oscar de Melhor Filme ser ter sido indicado em nenhuma outra categoria. Conta a história de 5 personagens que chegam a um hotel onde passam um curto período de tempo, mas que conseguem criar toda uma complexa trama de intrigas e relacionamentos. Marcado por uma das frases mais famosas do cinema, dita por Dr. Otternchlag, personagem de Lewis Stone: "Grande Hotel, as pessoas vem e vão e nada nunca acontece", apenas assistindo o filme para compreender essa frase perfeitamente. Um filme que, infortunada e desmerecidamente caiu no ostracismo)


2. A Regra do Jogo (Considerado a obra-prima do cineasta francês Jean Renoir, filho do pintor Pierre-Auguste Renoir, retrata a sociedade francesa por meio de um final-de-semana passado em uma casa de campo. Serviu de inspiração para Robert Altman e seu Assassinato em Gosford Park)


3. Tempos Modernos (Um dos filmes mais conhecidos de Charlie Chapli é também uma crítica exarcebada ao industrialismo e uma comédia extremamente eficiente sobre as desventuras de um operário em meio de uma metrópole. Com algumas passagens inesquecíveis como a cena onde Chaplin é engolido pela máquina e quando ele sai pelas ruas com um tipo de LER, repetindo um movimento de torção descontroladamente)


4. O Mágico de Oz (Um dos filmes de fantasia mais famosos da história, relata a jornada da jovem Dorothy e seu cachorro Toto ao saírem do Kansas para irem até a terra de Oz, onde junto com um espantalho, um leão e um homem de lata vão em busca do Mágico de Oz. Destaques para a cena em que Dorothy e o Leão desmaiam num campo de papoulas, numa referência direta ao ópio e no chamado efeito Dark Side of The Rainbow, causando ao sincronizar o filme com o cd The Dark Side of the Moon, do Pink Floyd)


5. A Grande Ilusão (Um grupo de prisioneiros franceses presos em um campo de concentração alemão durante a Primeira Guerra Mundial é o tema dessa obra de Renoir, onde é feita uma análise sobre o papel do ser humano em meio à guerra. Destaque para a atuação de Erich von Strohein, já abandonando a carreira de diretor para se dedicar apenas à carreira de ator)


6. Luzes da Cidade (Considerado a obra-prima de Chaplin, conta a história de um vagabundo (o clássico papel de Chaplin) que se apaixona por uma florista cega que acha que ele é um milionário. Na realidade, o milionário é um amigo do vagabundo com tendências suicídas. Destaque para a cena final, uma das mais tocantes do cinema)


7. King Kong (Uma das ficções científicas mais importantes da história, acabou gerando uma série de remakes e inspirou muitos outros filmes de mostro que viriam em sequência. Inovador ao utilizar técnicas de stop-motion para retratar o gorila. Um filme que todos já viram em sua versão de 1976 ou na de 2005, mas poucos viram nesse original de 1933)


8. Frankenstein (Adaptação do livro de Mary Shelley, lançou Boris Karloff ao estrelato, mesmo ele não tendo nenhuma fala como o personagem título do filme. Uma obra que todos conhecem, mas que poucos assistiram)


9. ...E o Vento Levou (Épico de quase 4 horas sobre a vida de Scarlett O'Hara durante a Guerra Cívil Americana. Seu romance com Rett Butler rendeu passagens antológicas. Seu estilo é amplamente difundido até os dias de hoje por meio das telenovelas)


10. Branca de Neve e os Sete Anões (Primeira animação em longa-metragem adapta uma obra dos Irmãos Grimm. Com um estilo de animação extremamente inovador, uma trilha sonora maravilhosa e um trama um tanto quanto polêmica, devido a algumas passagens mais chocantes (algo tradicional nas animações que viriam logo a seguir como Pinóquio e Fantasia))

Nenhum comentário: