terça-feira, 13 de julho de 2010

Top 10: Alfred Hitchcock


O Mestre do suspense, diretor de alguns dos melhores filmes da história. Este é Alfred Hitchcock, simplesmente o melhor diretor de todos os tempos. Nesse top 10, vou compartilhar com vocês aqueles em minha opinião são seus 10 melhores filmes. Foi uma tarefa difícil, pois excelentes filmes ficaram de fora. Lembrando que o critério é única e exclusivamente meu gosto pessoal. Confira a lista:


10º
O Homem Errado (1956). Protagonizado por Henry Fonda e Vera Miles, o filme conta a história real de um homem confundido com um criminoso, e por isso preso injustamente. Ainda que tenha o suspense característico de Hitchcock, é o filme mais dramático do mestre. Acima de tudo, uma história emocionante.

Os Pássaros (1963). Os filmes quase sempre explicam no final o porquê de tudo o que aconteceu. Não é o caso de Os Pássaros. Aqui, o final fica em aberto. Por que inúmeros pássaros atacam as pessoas em uma pequena cidade? Tippi Hedren não pode parar pra pensar nisso, pois o mais importante era salvar a própria vida. Destaque para os efeitos especiais, excelentes para a época.

Rebecca – A Mulher Inesquecível (1940). Primeiro filme americano de Hitchcock, e também o único a vencer o Oscar de melhor filme. Protagonizado por Joan Fontaine e Laurence Oliver. Uma jovem se casa com um viúvo, mas vive sempre as sombras de Rebecca, a falecida esposa. Um perfeito suspense cheio de mistérios e surpresas.

Intriga Internacional (1959). Quarto filme de Hitchcock com Cary Grant, a obra mostra as desventuras de um inocente confundido com um agente do governo. Um excelente roteiro, de tirar o fôlego. O filme tem algumas das mais famosas cenas dos filmes de Hitchcock, como a cena em que Grant foge de um pequeno avião, e a cena final, no Monte Rushmore.

Festim Diabólico (1948). O primeiro filme a cores de Hitchcock. O elenco conta com James Stewart, varias vezes parceiro do mestre. Dois jovens cometem um assassinato apenas para provar que são capazes, e fazem uma festa na mesma sala em que se encontra o corpo. Destaque para as tomadas contínuas. O filme tem apenas oito cortes, editados de forma a ficarem praticamente imperceptíveis.

Pacto Sinistro (1951). Uma obra prima que muitas vezes não é lembrada. Um filme repleto de suspense, ironia e ação. Mostra dois estranhos que fazem um acordo de trocar de crimes, mais precisamente, trocar assassinatos. Sinistro não? Para um, uma simples brincadeira, mas para outro... Cenas impressionantes, como o assassinato refletido nos óculos, e a cena final, no carrossel.

Psicose (1960). O mais famoso filme do mestre. Dispensa comentários. Suspense extremo, final surpreendente, trilha sonora perfeita e cenas antológicas, como a cena do chuveiro, talvez a mais famosa da história do cinema. Psicose marcou o cinema como poucos filmes fizeram.

Janela Indiscreta (1954). Protagonizado por dois dos atores que mais colaboraram com o mestre (James Stewart e Grace Kelly), aqui temos o mais puro Hitchcock. Usando todas as suas características bem próprias de filmagem, o mestre nos da à mesma visão que um homem com a perna quebrada tem de seu apartamento. E junto com ele, vamos procurando pistas do que parece ser um assassinato. Aqui não há como fechar os olhos. E cuidado, pode ter um assassino no apartamento ao lado.

Disque M para Matar (1954). Estrelado por Grace Kelly e Ray Milland, é mais um filme fechado do mestre. Rodado quase que totalmente no mesmo cenário (a sala de um apartamento), Disque M para matar conta a história de um homem traído que planeja matar sua esposa, para ficar com o dinheiro. O espectador não tira os olhos do filme, ainda mais quando um telefonema pode tirar uma vida. Excelentes atuações de Grace Kelly e Ray Milland.

Um Corpo que cai (1958). Enfim chegamos ao melhor filme de Alfred Hitchcock. Um Corpo que Cai traz James Stewart e Kim Novak nesse que é presença obrigatória em todas as listas de melhores filmes de todos os tempos. Aqui tudo é absolutamente perfeito. Desde a sempre genial direção do mestre, passando pelas atuações, pelo excelente roteiro, até o figurino e a trilha sonora. Hitchcock inovou com o efeito que da a sensação de vertigem no público. Romance, mistérios, e é claro, muito do melhor suspense. Obra prima.


2 comentários:

Anônimo disse...

Essa lista ficou realmente muito boa...

RoDolFo disse...

Hitchcock é um dos maiores ^^
Vertigo - O maior do Genero
Janela Indiscreta - O filme mais sexy do cinema