terça-feira, 13 de julho de 2010

As Invasões Bárbaras (2003)


O filme “As Invasões Bárbaras”, mostra um confronto pessoal de ideologias e valores, retratados pelos personagens centrais da trama. Assinado pelo bem-sucedido diretor canadense Denys Arcand, contemplado com o Óscar de melhor filme estrangeiro (2004), justamente por este filme, considerado a obra-prima da carreira de Arcand. O filme é uma continuação do “Declínio do Império Americano” (1986), do mesmo diretor. Com "As Invasões Bárbaras", Arcand traz a tona as conseqüências de uma sociedade que está em contínuo processo de transformação.

Remy é um professor universitário de história que está com câncer em estágio terminal. Internado num hospital público, ele aguarda a volta de seu filho Sebastian, que trabalha em uma financeira de Londres. Sebastian só fica sabendo da atual situação de seu pai, por intermédio de sua mãe, que encarecidamente ,pede para o filho retornar. Ao chegar ao hospital, Sebastian irá fazer o possível para possibilitar condições de melhoria e conforto para os últimos dias de vida do pai. Sebastian suborna o sindicato e a direção do hospital para melhorar a estadia de Remy, e até consegue o apoio da polícia para comprar heroína no intuito de aliviar o sofrimento de Remy. Possibilita ainda, sua irmã se comunicar com o pai, paga a visita de alunos e convoca os amigos antigos de Remy para lhe fazer companhia.

É na relação comprometida entre pai e filho, que o filme irá desenvolver de forma inteligente e sutil, toda a crítica as ideologias passadas e ao atual modelo de sociedade. O filme irá questionar o antiamericanismo, a eutanásia, o uso de drogas, a família, a tecnologia e a permanência de valores.

Nos encontros que Remy passa com os amigos, são memoráveis os diálogos da geração que acreditou e viu nascer muitos “ismos” (socialismo ,comunismo, marxismo, feminismo, etc) e que agora convive com guerras preventivas em nome da paz. Remy é apegado à vida e tem saudade desta, antes mesmo de deixá-la. Saudade das aventuras, dos relacionamentos, conquistas e ideologias, de uma época que não volta mais.

As invasões bárbaras representam todas as mudanças que chegam e passam por cima das expectativas dos homens opressivos que buscam "entender" e explicar nosso mundo com seus definidos modelos ideológicos como é o caso de Remy. A morte de Remy representa a morte de toda uma utopia conservadora e de alguém que não se adaptou as novas “regras” impostas pela sociedade contemporânea.

As Invasões Bárbaras
titulo original: (Les Invasions Barbares)
lançamento: 2003 (Canadá)
direção: Denys Arcand
atores: Rémy Girard , Stéphane Rousseau , Dorothée Berryman , Louise Portal , Dominique Michel
duração: 99 min

Nenhum comentário: