sexta-feira, 22 de janeiro de 2010

Julie & Julia (2009)

Julia Child foi uma grande cozinheira americana. Ao se mudar para Paris, anseia por uma atividade que preencha seu tempo e lhe traga felicidade. Decide, então, tentar a gastronomia. Se matricula na famosa escola Le Cordon Bleu, onde se destaca. Conhece duas mulheres, também cozinheiras, junto das quais traduz para o inglês, receitas francesas no seu livro Mastering The Art of French Cook. Julia se tornou uma celebridade com seus programas de culinária na TV americana na década de 60. Com 1,88m de altura, uma voz sem igual e uma simpatia contagiante, Julia é uma caricatura muito bem interpretada por Meryl Streep, a qual, me arrisco dizer, está em um dos melhores papéis de sua carreira.

Julie Powell (Amy Adams), uma mulher à beira de completar 30 anos, com um trabalho deprimente – prestava apoio a parentes de vítimas do atentado de 11 de setembro por telefone. Cercada de amigas bem sucedidas, Julie decide se envolver em algum projeto depois de uma delas ter escrito um artigo sobre o fracasso de mulheres de 30 anos no qual Julie é citada. Eis que a idéia de escrever um blog sobre culinária surge e Julie se compromete a preparar as 524 receitas do livro já citado de Julia Child em 365 dias, e então comentá-las em seu blog – Project Julie/Julia.

O filme Julie & Julia, baseado na autobiografia de Julia Child e no livro homólogo escrito por Julie Powell, retrata a vida dessas duas mulheres em busca de uma ocupação prazerosa, encontrada por ambas na culinária.

O filme foi indicado ao Globo de Ouro nas categorias de Melhor Filme de Comédia ou Musical e de Melhor Atriz de Comédia ou Musical (Meryl Streep), ganhando nessa última categoria. Meryl, certamente, receberá sua 16ª indicação ao Oscar esse ano e, provavelmente, levará a estatueta (sem dúvida, conta com a minha torcida). Ela fez uma Julia Child impecável. Quem quiser conferir e comparar, há diversos vídeos do programa de Julia no youtube.

A interpretação de Amy Adams não deixa a desejar. Foi completa e bastante satisfatória ao que era exigido pelo roteiro de Nora Ephron (de A Feiticeira). Amy já contracenou com Meryl Streep em Dúvida (filme de 2008) no papel de uma freira. Ali, pode-se conferir uma ótima atuação da atriz, a qual lhe rendeu uma indicação ao Oscar.

Guiado por pitadas de bom humor e romance, e as contagiantes simpatia e força de vontade das protagonistas, o filme proporciona bons momentos de diversão.

Nenhum comentário: